Declarar PIX no Imposto de Renda: será que realmente é necessário?

Tempo de leitura: 13 minutos
Declarar PIX no Imposto de Renda será que realmente é necessário

A contagem regressiva para prestação de contas à Receita Federal já começou, logo, é natural que você queira saber se é necessário declarar PIX no Imposto de Renda.

E saiba que você não está só, pois muitas pessoas estão com dúvidas sobre esse assunto.

Assim, é bom você prestar bastante atenção nas informações que vou compartilhar contigo. 

Desse modo, vai descobrir se a declaração PIX para você é de fato obrigatória.

Caso você confirme a obrigação, não desgrude os olhos da tela, e aprenda como evitar problemas junto ao Fisco

A Soluzzi, contabilidade especializada em negócios digitais, preparou um conteúdo sob medida para ajudar você nessa missão.

Neste artigo, você vai encontrar tudo o que precisa saber sobre a declaração PIX no Imposto de Renda em 2023. 

Além disso, vai descobrir também o quanto as vantagens de uma contabilidade digital facilitam a sua vida.

Quem deve e quem não deve declarar o Imposto de Renda?

Caso você ainda não saiba se realmente atende às exigências do Fisco para realizar a declaração PIX no Imposto de Renda, é importante conhecer os requisitos que podem lhe enquadrar nessa obrigação, para evitar problemas

Afinal, nem todo mundo é obrigado a declarar esse imposto.

Logo, é importante saber quem deve fazê-la ou não

Sendo assim, descubra abaixo se você precisa declarar o IRPF 2023:

Quem precisa declarar

  • Quem teve rendimentos tributáveis ​​acima de R$28.559,70 em 2022;
  • Quem recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ​​ou tributados exclusivamente na fonte, cujo soma seja maior que R$40.000,00;
  • Quem teve ganho de capital na venda de bens ou direitos;
  • Quem recebeu rendimentos de pessoas jurídicas ou de fontes no exterior.

Quem não precisa declarar

  • Pessoas que ganharam menos de R$28.559,70 durante o ano; 
  • Aposentados e pensionistas que ganharam até R$28.559,70 durante o ano; 
  • Pessoas com algumas doenças graves, como HIV, transtornos mentais, cardiopatias graves e cegueira, entre outras, também podem ser isentas. Nesses casos de doença, é necessário apresentar um atestado médico comprovando a condição para obter a isenção.

Observação: para declarar o Imposto de Renda 2023, reúna todos os documentos importantes e fique em dia com a Receita Federal para fazer a declaração corretamente.

Prazo para declaração do Imposto de Renda em 2023

Declarar PIX no Imposto de Renda será que realmente é necessário

Quanto antes você descobrir se deve realizar a declaração PIX no Imposto de Renda é importante, pois, em poucos dias, o prazo se encerra.

E quando você menos esperar, o leão vai estar na sua cola

Observação: mantenha a sua empresa em dia com as obrigações fiscais. Não caia em enrascadas.

Além disso, quem faz PIX, pode ou não declará-lo no Imposto de Renda.

Mais adiante vou lhe explicar o motivo…

Neste momento, o que você precisa ter em mente é: lidar com questões fiscais pode ser estressante e até mesmo assustador, mas ao cumprir com as suas obrigações você evita multas. 

Dito isso, o novo prazo para declaração do Imposto de Renda em 2023 se inicia em 15 de março com término previsto para 31 de maio. Fique atento (a)!

Informações mais recentes sobre o PIX

Saiba que o PIX, aprimorado pelo Banco Central em novembro de 2020, é uma forma de pagamento que já se consolidou no mercado brasileiro

Por ser mais rápido e ter custo menor, muitas empresas têm aderido ao PIX como uma opção de pagamento indispensável.

E saber disso faz toda diferença para o assunto declaração PIX no Imposto de Renda.

Afinal, é preciso lembrar que as movimentações bancárias via PIX podem ser observadas pela Receita Federal, mas somente através da declaração com valores movimentados nos últimos 5 anos que as instituições financeiras encaminham para a Receita Federal, o que significa dizer que quem faz PIX deve ficar atento às movimentações que a realiza.

As transferências via PIX podem ter impacto na declaração de Imposto de Renda, tanto para pessoas físicas quanto para as jurídicas. 

No caso de pessoas físicas, é importante lembrar que o somatório de movimentações via PIX acumulado no ano-calendário deve ser menor do que o total de rendimentos informados. 

Isso é essencial para evitar problemas com o Fisco e não cair na malha fina.

Já para pessoas jurídicas, o PIX funciona como um meio eletrônico de pagamento

Neste caso, é importante que o total de notas fiscais recebidas seja maior do que o total de movimentação de PIX, assim como acontece com outros meios de pagamento, como cartão de crédito e débito, dinheiro e ticket refeição.

Portanto, quem faz PIX pode declará-lo no Imposto de Renda

Por isso, é indispensável ficar atento (a) ao somatório de rendimentos e movimentações realizadas através dessa ferramenta

Se você tiver dúvidas específicas sobre o tema “declarar PIX no Imposto de Renda”, recomendo buscar ajuda de um time de contadores parceiros.

A Soluzzi pode ajudá-lo (a) com isso.

Como devo declarar o PIX no Imposto de Renda?

Declarar PIX no Imposto de Renda será que realmente é necessário

Se você empreende no Brasil e realiza muitas transferências como forma de pagamento, você precisa compreender de uma vez por todas o assunto “declaração do PIX no Imposto de Renda”. 

Até porque, se a Receita Federal fica atenta às movimentações das transferências, é natural que ela analise a origem do dinheiro (fato gerador) e suas movimentações.

Entretanto, reitero: é necessário declarar o PIX no Imposto de Renda? Depende. 

Quem faz PIX tem que declarar Imposto de Renda em casos onde as movimentações ultrapassam o limite de receita estabelecido pela Receita Federal.

Saiba que você não precisa sentir insegurança nem preocupação ao declarar o PIX no Imposto de Renda

Por isso, se você não deseja passar noites em claro, é importante compreender o que é indispensável para se precaver contra os efeitos colaterais das obrigações não cumpridas.

Para as empresas, assim como para as pessoas físicas, o somatório de movimentações via PIX acumulado no ano-calendário precisa ser menor que o total de rendimentos declarados

É necessário ter atenção especial quanto à tributação das empresas e garantir que o total de notas fiscais emitidas seja maior do que o total de movimentação de PIX.

Em resumo, em casos que se enquadram às exigências da Receita Federal, declarar PIX no Imposto de Renda é obrigatório e essencial para estar em conformidade com as leis fiscais e tributárias.

Observação: você não precisa realizar a declaração dos movimentos de forma detalhada, mas ter atenção ao somatório de rendimentos em relação ao somatório de movimentações via PIX.

Declarar PIX no Imposto de Renda: a importância da contabilidade digital

Se o assunto “declaração PIX no Imposto de Renda” envolve a saúde financeira do seu negócio, é bom você contar com a ajuda de um time especialista em contabilidade digital.

Obviamente, caso você comprove a necessidade de declarar o PIX no Imposto de Renda, tanto para pessoas físicas quanto para jurídicas

Uma contabilidade parceira atua de forma efetiva para que você não sofra com a mordida do leão”.

A contabilidade digital vai muito além das inúmeras vantagens para quem precisa declarar o PIX no Imposto de Renda

Afinal, ela preza pela simplicidade e assim, permite que você tenha mais controle sobre as suas finanças, além de evitar possíveis erros na declaração. 

Confira algumas das principais vantagens:

  • Automatização dos processos contábeis: a contabilidade digital usa tecnologia para automatizar processos que antes eram manuais, o que reduz o tempo gasto e minimiza a possibilidade de erros;
  • Acesso remoto: com a contabilidade digital, você pode acessar as informações da sua empresa a qualquer momento, de qualquer lugar;
  • Redução de custos: a contabilidade digital é mais econômica do que a contabilidade tradicional, o que permite que empresas de todos os tamanhos tenham acesso a serviços contábeis de qualidade;
  • Maior controle financeiro: a contabilidade digital permite que você tenha mais controle sobre as suas finanças, o que é fundamental para quem precisa declarar o PIX no Imposto de Renda.

Não deixe para a última hora a declaração do PIX no Imposto de Renda

Conte com uma contabilidade digital de qualidade para garantir mais segurança e economia para o seu empreendimento.

Conheça a Soluzzi!

Declarar PIX no Imposto de Renda será que realmente é necessário

Agora você entendeu quando e qual a melhor forma de declarar o PIX no Imposto de Renda, além de como a contabilidade digital pode ajudar nesse processo, fique livre de uma vez por todas de qualquer preocupação quanto a obrigações e multas.

Até porque, esses problemas podem prejudicar o desenvolvimento e a sustentabilidade do seu negócio.

Sendo assim, descubra agora mesmo a melhor forma de você ajudar na declaração de impostos e também na gestão do seu empreendimento. 

A Soluzzi oferece diversas soluções para ajudar você na conquista pelo crescimento, consolidação e alcance do sucesso desejado

Clique agora mesmo no botão abaixo e conquiste a sua paz de espírito!

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe!

Nossos endereços

Matriz:
R. Jose Gonçalves de Moraes, 153
João Berbel III – Cravinhos/SP
Cep: 14140-000
CRC: 2SP041251/O-0

Filial:
R. José Leal, 549
Alto da Boa Vista – Ribeirão Preto/SP
Cep: 14025-260
CRC: 2SP043269/O-4

Não deixe seu negócio sem uma CONTABILIDADE ESPECIALIZADA

Solicite uma proposta agora!